Aprenda Mais Educação Infantil & 1º AnoAprenda Mais Fundamental 1Aprenda Mais Fundamental 2Aprenda Mais IntegralBlog

Cuidado! Tablets, celulares e computadores à noite atrapalham rendimento escolar das crianças

por 13 de fevereiro de 2017 Não há comentários

Já é tarde da noite, seu filho está muito agitado e não quer dormir de jeito nenhum. Aí você coloca um joguinho no seu tablet, coloca nas mãos dele e assim o sono vem rapidamente. Grande ideia a sua, certo? Errado. Algumas pesquisas indicam que o uso de tablets por crianças à noite está diretamente relacionado ao baixo rendimento escolar dos pequenos. Mas como impor limites no uso da tecnologia para crianças?

Sem dúvida, esse é um dos grandes desafios dos pais na atualidade. Os aparelhos eletrônicos tomaram conta da vida da todos de tal jeito que há muitas dúvidas pairando no ar. Mas uma coisa é certa: cabe aos pais a responsabilidade de impor limites no uso da tecnologia entre as crianças.

Há dois anos, uma associação de professores e docentes da Inglaterra fez uma campanha que incentivava os pais a tomarem uma decisão radical. Foi pedido para que proibissem os filhos pequenos de usarem tablets e celulares para que na manhã seguinte não estivessem sem ânimo e cansados para ir pra escola.

 

Cansaço, irritação e desinteresse

A determinação em mudar o comportamento dos adultos ingleses ocorreu devido a um estudo da associação que comprovou que  o uso de tablets, computadores, celulares, aparelhos de TV e outros eletrônicos na hora de dormir não só estava deixando as crianças esgotadas, mas também irritadas, desinteressadas e desobedientes.

Ou seja, estavam influenciando bastante negativamente o desempenho escolar dos pequenos. Tirar todos os eletrônicos das crianças não é uma tarefa fácil até mesmo para os pais mais dedicados e conscientes.

Muitos até pedem para os filhos jogarem um pouquinho e depois desligá-los, mas se surpreendem horas depois, vendo-os ainda com os aparelhos ligados e os olhinhos e o cérebro a todo vapor no horário em que já deveriam estar descansando e recarregando as baterias para o dia seguinte.

Fonte: Google

Fonte: Google

A escolha certa do conteúdo

Para controlar o horário de uso dos tablets e afins, a primeira recomendação é garantir que a criança tenha acesso virtual somente a programas e jogos apropriados para sua faixa etária. Use os dispositivos para bloquear e limitar o conteúdo adulto.

Isto vale para as TVs, computadores, celulares e tablets. Coloque também senhas para que eles não possam baixar conteúdos e aplicativos sem a sua orientação. Sim, eles sabem como fazer isto até mesmo antes de serem alfabetizados, acredite!

Não é somente na Inglaterra há uma mobilização sobre este assunto. A Sociedade Brasileira de Pediatria se manifestou sobre o controle do horário de uso da tecnologia por crianças. Segundo a entidade, o uso de telas de TV, computador, videogames, celulares e tablets por crianças maiores de dois anos deve ser de, no máximo, duas horas por dia.

Claro que você não pode proibir 100% o uso das tecnologias por crianças Essa é uma realidade que não tem mais volta. Mas o que você deve fazer é programar a utilização dos aparelhos eletrônicos para durante o dia e com limites de conteúdos, como já dissemos.

O lado bom da tecnologia para crianças

Há diversos jogos que, inclusive, são bastante didáticos e podem favorecer o desenvolvimento da criança, como os jogos da memória, quebra-cabeças e outros desafios que ampliam conhecimentos e aperfeiçoam a coordenação motora e intelectual.

Porém, a limitação durante a noite é importante porque os aspectos negativos impactam até mesmo adultos. No escuro, deitado na cama, você também pode sofrer os efeitos negativos dos eletrônicos. É que a luz da tela afeta a produção de melatonina, o hormônio produzido pela glândula pineal no centro do cérebro.

Este hormônio age no controle dos ciclos de sono e vigília no cérebro. Por isso, quando muito utilizado, o eletrônico pode causar insônia e prejudicar a qualidade do sono, fazendo com que crianças e adultos acordem sem disposição porque não passaram pelo sono restaurador.

A vida longe dos eletrônicos

Incentive seu filho a brincar e se divertir sem os aparelhos eletrônicos e, de preferência, ao ar livre. Invente brincadeiras, chame-os para ajudar na cozinha e em outras tarefas condizentes com a idade dele. E na hora de dormir, que tal você contar uma história infantil, bem linda, com o bom e velho livro em papel?

O tema é polêmico e você pode ter uma visão diferente da nossa. Conte pra gente sua experiência com o uso da tecnologia na vida das crianças.

Conteúdo produzido por Colégio Tableau Taubaté.