Aprenda Mais Educação Infantil & 1º AnoAprenda Mais Fundamental 1Blog

Música no desenvolvimento cerebral infantil

por 3 de fevereiro de 2017 Não há comentários

O primeiro contato com a música pode vir antes mesmo de a criança chegar ao mundo. Inúmeras pesquisas provam o efeito que ela causa na gravidez, influenciando na personalidade do bebê que está para nascer. Presente em todas as situações, é natural que haja música inclusive na escola nos dias atuais.

A presença da música desde a infância parte desse pressuposto de que ela é peça-chave no crescimento pessoal.  As sensações que a música provoca no desenvolvimento cerebral infantil são importantes para desenvolver outras linguagens, você sabia? No nosso post de hoje falaremos um pouco mais sobre isso!

O desenvolvimento infantil pela música

Adquirir novas percepções, habilidades, comportamentos e movimentos. As crianças são estimuladas pela música desde muito novas, e esse estímulo exige esforços das estruturas cerebrais, aumentando o desenvolvimento intelectual. Pesquisas comprovam que crianças que têm mais contato com a música ativam mais a região do raciocínio lógico. E esse é só um exemplo.

O ensino musical não contribui apenas para o processo de alfabetização da criança por meio de brincadeiras. Os benefícios são inúmeros e se relacionam com o desenvolvimento infantil. Assim, podemos afirmar que a música:

  • Melhora a sensibilidade das crianças, a capacidade de concentração e a memória;
  • Desenvolve o movimento corporal e a coordenação motora por meio dos ritmos e das expressões aliadas à música, como a dança;
  • Desenvolve a percepção do corpo no espaço;
  • Potencializa a atividade cerebral, uma vez que algumas áreas do cérebro não são desenvolvidas por outras linguagens, como a escrita e a oral;
  • Estimula o conhecimento sobre si mesmo, sobre o outro e sobre a vida, já que a música é uma forma de expressão de sentimentos;
  • Estimula o desenvolvimento da imaginação e da criatividade;
  • Nas atividades que incluem improvisação musical, estimula o desenvolvimento da capacidade de criar ou encontrar soluções para os desafios;
  • Desenvolve os diversos sentidos associados, como desinibição, oralidade, percepção rítmica e melódica e a sensibilidade à arte.

A educação musical no ensino infantil

A educação musical no ensino infantil tem como objetivos estimular a criatividade e os sentidos de forma lúdica. Utilizando canções que se aproximam do universo infantil, com temáticas de animais, por exemplo, as crianças utilizam os sons para se expressarem e para comunicar sensações, sentimentos e pensamentos.

E por que a educação musical dá certo? Porque a criança é receptiva e curiosa com a música, que sempre traduz a cultura do local. Por meio dos sons, ela conhece diferentes povos e lugares, conhece seu corpo como instrumento sonoro, e dá significado a tudo isso. O canto, o ritmo, os versos e as rimas, tudo estimula a criança!

Como ensinar a música na escola?

O ensino musical sempre se adéqua à faixa etária, mas para crianças, as brincadeiras têm mais lugar. Alguns professores gostam de contar histórias e nelas incluir elementos sonoros para a turma entrar no clima. Um exemplo é o uso de fantoches para interpretar um conto de fadas, inserindo pequenas músicas no meio da história.

À medida que a criança cresce, outras práticas são adotadas. Uma delas é começar a apresentar os instrumentos musicais e deixar que a criança perceba a diferença entre os sons que eles produzem. São inúmeras as possibilidades, e a partir do momento em que as crianças começam a experimentar os objetos e as possibilidades de sua própria voz, já é possível adotar brincadeiras musicais, como a dos Escravos de Jó, as cirandas e as brincadeiras de roda.

Para crianças um pouco maiores, a música começa a se interligar com outros campos de conhecimento, como a história e a geografia. A história indígena é muito utilizada, por exemplo, devido às sonoridades próprias desse povo.

A música é uma das mais importantes formas de expressão. Ela contribui diretamente para o desenvolvimento infantil, e por este motivo deve estar presente nas instituições de ensino. Na hora de escolher a escola para o seu filho, não se esqueça de levar isso em consideração!

Até a próxima!

Conteúdo produzido por Colégio Tableau Taubaté.

Deixe seu comentário