fbpx
BlogFundamental lInfantil

5 perguntas para saber como foi o dia de aula dos filhos

por 21 de maio de 2019 Não há comentários
Filhos

Quer ser criativo e realmente receber respostas mais elaboradas dos seus filhos? Então, você precisa ler este texto.

Você sabia que a pergunta: “Como foi a aula hoje?” é feita por 100% dos pais e mães que têm filhos em idade escolar? Porém, pouquíssimos conseguem retornos satisfatórios. E isso se deve a várias razões.

O ideal é que os pais se aproximem da escola primeiro, entendam o universo onde seus filhos estão inseridos, as atividades escolares e a linguagem própria de cada faixa de idade.

Somente assim conseguirão um diálogo mais profícuo e uma maior qualidade neste relacionamento tão importante, independentemente da idade do aluno.

Afinal, ninguém que receber um “legal” como resposta, certo? E nem adianta trocar por “Foi boa a escola hoje?” Porque ai, provavelmente, eles responderão “hã hã”!

5 perguntas para saber como foi o dia de aula dos filhos

  1. Qual a palavra ou frase mais diferente que você ouviu hoje?
  2. Teve alguém que hoje fez você sentir uma coisa que você não gosta?
  3. Se hoje eu resolvesse falar com sua professora (ou professor), o que ela me contaria sobre o seu comportamento (ou rendimento)?
  4. O que você mais sentiu ao longo do dia hoje? Tédio, alegria, medo, carinho, preguiça ou amor?
  5. Qual é o melhor lugar da escola e por que? Qual o pior lugar da escola e por que?

Percebeu como estes questionamentos dão margem para um bate-papo onde você pode extrair informações valiosas? E, muitas vezes, sem que seus filhos percebam ou se sintam invadidos.

Lembre-se que estas perguntas são somente dicas. Acrescente outras e vá mudando conforme o dia.

Atente-se ainda que as principais perguntas você deve fazer a si mesmo: “O que meu filho deve aprender na escola? E o que é minha responsabilidade?”. É que muitas vezes, na vida corrida de hoje, os pais acabam terceirizando pra escola fatores essenciais para um desenvolvimento sadio.

Entendimento depende da faixa etária

As estratégias de aproximação dependem de idade, perfil dos seus filhos, personalidade e nível de compreensão. Por exemplo:

3 a 4 anos:

Normalmente, a criança já entende e é capaz de dar respostas mais simples. Tem maior facilidade para relatar fatos, mas muitas vezes ainda precisa do estímulo dos pais.

5 a 6 anos:

Aqui ela já pode falar de sentimentos e emoções também. Com uma boa conversa olho no olho, ela conta tudo aos pais.

7 anos:

Nesta fase, ela tem articulação para os dois aspectos: contar coisas que aconteceram e falar de sentimentos. Cuidado: Aqui ela já começa a querer “esconder” algumas coisas. Fique de olho! E acompanhe de perto também seus gestos, comportamentos e amizades.

Gostou? Então compartilhe estas dicas nas suas redes sociais!